BÍBLIA COMENTADA NO WHATSAPP!



Se você quer receber versículos no seu WhatsApp,
basta enviar uma mensagem pelo Whats para:



+55 11 97554 4484


É simples, prático e muito fácil estar
em contato com a Palavra de Deus!



Um Serviço adWhats



 I Timóteo - Cap.: 1

123456
1 - Paulo, apóstolo de Jesus Cristo por ordem de Deus, nosso Salvador, e de Jesus Cristo, nossa esperança,
    1:1, 2 , incluindo remetente, destinatário, e bênção.
    1:1 apóstolo de Jesus Cristo. Um enviado como um representante oficial de Cristo. Esta frase é comumente usada por Paulo como uma auto-designação nas aberturas de suas cartas.
    Deus, nosso Salvador. como autor do pacto da graça, Deus é Salvador (2:3, 4:10; Tito 1:3; 2:10 ; 3:4).
    Jesus Cristo, nossa esperança. Jesus é a base da esperança cristã, porque Ele é o Mediador do pacto da graça (2:5; 4:10 ; 5:5; 6:17). Consulte "Esperança", em Heb. 6:18.
    1. Paulo apóstolo - Familiaridade deve ser anulado quando as coisas de Deus estão em causa. De acordo com o mandamento de Deus - A nomeação oficial de Deus, o Pai. Nosso salvador - Então estilo em muitos outros lugares da mesma forma, como sendo o ordenador geral de todo o esquema da nossa salvação. E Cristo nossa esperança - Ou seja, o autor, objeto e de solo, de toda a nossa esperança.
2 - a Timóteo, meu verdadeiro filho na fé: graça, misericórdia, paz da parte de Deus Pai e de Jesus Cristo, nosso Senhor!
    1:2 verdadeiro filho. Cf. Tito 1:4. Paul Timothy vistas como seu filho espiritual (v. 18; 1 Coríntios. 4:17; Phil. 2:22, 2 Tm. 1:2, 2:1; Introdução: Data e ocasião).
    Graça, misericórdia e paz. Paul comumente substitutos "graça" para a saudação mais padrão "saudações" (por exemplo, James 1:1). Ele geralmente adiciona a saudação judia "paz", que significa "a saúde, a integridade da vida." Aqui e em 2 Tm. 1:2 ele acrescenta também "misericórdia".
    2. Graça, misericórdia e paz - St. Paul deseja graça e paz em suas epístolas para as igrejas. Para Timóteo, acrescenta a misericórdia, a graça mais macia em relação aos que estão em necessidade do mesmo. A experiência do presente se prepara um homem para ser ministro do evangelho.
3 - Torno a lembrar-te a recomendação que te dei, quando parti para a Macedônia: devias permanecer em Éfeso para impedir que certas pessoas andassem a ensinar doutrinas extravagantes,
    1:3-7 Paul no corpo da carta. Sua intenção é instruir Timóteo em como agir como representante de Paulo em Éfeso (Introdução: Data e ocasião). Ele começa com o problema do falso ensino em Éfeso (Introdução à 2 Timóteo: Dificuldades Interpretativo).
    1:3 ensinar nenhuma outra doutrina. O conflito em centros de Éfeso sobre o ensino adequado (v. 10, 4:1, 2; 6:3; 2 Tim. 2:18).
    3. Cobrar alguma para ensinar outra doutrina - do que eu ensinei. Deixe-os colocar nada no lugar dela, acrescentar nada a ele.
4 - e a preocupar-se com fábulas e genealogias. Essas coisas, em vez de promoverem a obra de Deus, que se baseia na fé, só servem para ocasionar disputas.
    1:4 fábulas. Veja 4:7; 2 Tm. 4:4. Em Tito 1:14, Paulo fala de "fábulas judaicas", talvez referindo-se aos tipos de lendas sobre figuras do Antigo Testamento que são encontrados em muitos dos escritos apócrifos judaicos.
    4. Nem se dêem - Então como quer ensinar ou considerá-los. Para fábulas - Fabulous tradições judaicas. E genealogias sem fim - Nem aqueles entregues nas escrituras, mas os pedigrees longo intricado pelo qual eles se esforçavam para provar sua descendência de tal ou tal pessoa. Que ofereçam perguntas - que levam apenas a controvérsias inúteis e intermináveis.
5 - Esta recomendação só visa a estabelecer a caridade, nascida de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé sincera.
    5. Considerando que o fim do mandamento - de toda a instituição cristã. É o amor - e isso foi particularmente o fim do mandamento que Timóteo foi para aplicar em Éfeso, ver. 3, 18. O fundamento é a fé, o amor acabar. Mas isto só pode subsistir em um coração purificado pela fé, e é sempre atendido com uma boa consciência.
6 - Apartando-se desta norma, alguns se entregaram a discursos vãos.
    6. De que - Amor e uma boa consciência. Alguns se desviaram - uma afetação de elevado conhecimento e extensa define um homem na maior distância da fé, e todo o senso das coisas divinas. Para vãs - E de todas as vaidades, nenhum deles está mais vaidosa do que seco, vazio disputas sobre as coisas de Deus.
7 - Pretensos doutores da lei, que não compreendem nem o que dizem nem o que afirmam.
    7. Entendimento nem as próprias coisas que eles falam, nem o sujeito que fala.
8 - Sabemos que a lei é boa, contanto que se faça dela uso legítimo,
    8. Nós concedemos a lei mosaica todo é bom, respostas excelentes propósitos, se um homem utilizá-la de forma adequada. Até mesmo o cerimonial é bom, pois aponta para Cristo, ea lei moral é santo, justo e bom, por sua própria natureza e de uso admirável, tanto para convencer os incrédulos, e guia os crentes em toda a santidade.
9 - e se tenha em conta que a lei não foi feita para o justo, mas para os transgressores e os rebeldes, para os ímpios e os pecadores, para os irreligiosos e os profanadores, para os que ultrajam pai e mãe, os homicidas,
    9. Acaso, a lei não mentir contra um homem justo - Porventura não atacar ou condenar. Mas contra os injustos e obstinados - Aqueles que desprezam a autoridade do legislador violar o primeiro mandamento, que é o fundamento da lei, eo chão de toda obediência. Contra os ímpios e pecadores - Quem quebrar o segundo mandamento, que adoram ídolos, ou não adorar o verdadeiro Deus. O profano eo profano - Quem quebrar o terceiro mandamento, tendo seu nome em vão.
10 - os impudicos, os infames, os traficantes de homens, os mentirosos, os perjuros e tudo o que se opõe à sã doutrina
    10. Manstealers - O pior de todos os ladrões, em relação aos quais, salteadores e housebreakers são inocentes. Quais são, então a maioria dos comerciantes em negros, compradoras de funcionários para a América, e todos os que lista os soldados por mentiras, truques, ou tentações?
11 - e ao Evangelho glorioso de Deus bendito, que me foi confiado.
    11. De acordo com o evangelho da glória - que, longe de fazer vazio", que efetivamente "estabelecer, a lei".
12 - Dou graças àquele que me deu forças, Jesus Cristo, nosso Senhor, porque me julgou digno de confiança e me chamou ao ministério,
    12. Agradeço a Cristo, o qual permitiu-me, em que ele representou me fiel, me ponha no ministério - O significado é, agradeço-lhe por me colocar no ministério, e permitindo-me a ser fiel aí.
13 - a mim que outrora era blasfemo, perseguidor e injuriador. Mas alcancei misericórdia, porque ainda não tinha recebido a fé e o fazia por ignorância.
    13. A blasfemo - de Cristo. Um perseguidor - de sua igreja. Maldizente - de sua doutrina e as pessoas. Mas obtive misericórdia - Ele não diz, porque eu estava incondicionalmente eleito, mas porque o fiz na ignorância. Não que a sua ignorância levou seu pecado, mas deixou-o capaz de misericórdia, que ele não teria sido, se tivesse agido assim, contrariamente à sua própria convicção.
14 - E a graça de nosso Senhor foi imensa, juntamente com a fé e a caridade que está em Jesus Cristo.
    14. E a graça - em que eu obtive misericórdia. Superabundou com a fé - de frente para minha incredulidade anterior. E o amor - em frente à minha blasfêmia, da perseguição e opressão.
15 - Eis uma verdade absolutamente certa e merecedora de fé: Jesus Cristo veio a este mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o primeiro.
    15. Esta é uma palavra fiel - Um prefácio mais solene. E digna de toda aceitação - Bem que merece ser acolhida, recebida, abraçada, com todas as faculdades da nossa alma. Que Cristo - Prometida. Jesus - expostos. Veio ao mundo para salvar os pecadores - Todos os pecadores, sem exceção.
16 - Se encontrei misericórdia, foi para que em mim primeiro Jesus Cristo manifestasse toda a sua magnanimidade e eu servisse de exemplo para todos os que, a seguir, nele crerem, para a vida eterna.
    16. Por isso Deus me mostrou misericórdia, que toda a sua longanimidade pode ser mostrado, e que ninguém poderia seguir desespero.
17 - Ao Rei dos séculos, Deus único, invisível e imortal, honra e glória pelos séculos dos séculos! Amém.
    17. O Rei da eternidade - Uma frase freqüente com os hebreus. Como indizivelmente doce é o pensamento da eternidade para os fiéis!
18 - Eis aqui uma recomendação que te dou, meu filho Timóteo, de acordo com aquelas profecias que foram feitas a teu respeito: amparado nelas, sustenta o bom combate,
    18. Esta taxa mayest Eu me comprometo a te - Que tu entregá-lo à igreja. De acordo com as profecias acerca de ti - dizia quando foste recebido como um evangelista, cap. iv, 14, provavelmente por muitas pessoas, cap. vi, 12, que, sendo incentivados por eles, tu poderias guerra o bom combate.
19 - com fidelidade e boa consciência, que alguns desprezaram e naufragaram na fé.
    19. Holding fé rápido - que é como um licor mais precioso. E uma boa consciência - que é como um vidro limpo. Que - Ou seja, uma boa consciência. Alguns impulso tendo afastado - Ele vai embora sem querer ele sempre diz: Não me machuque." E eles que mantêm esta não fazem naufrágio de sua fé. Na verdade, ninguém pode fazer naufrágio da fé, que nunca teve. Estes, portanto, eram os verdadeiros crentes: eles ainda não caiu apenas de modo vil, mas finalmente, para os navios, uma vez destruído não pode ser salvo depois.
20 - É o caso de Himeneu e Alexandre, que entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar.
    1:20 Himeneu e Alexandre. Excetuando esses dois indivíduos levanta a questão de saber se eles eram os líderes da igreja. Himeneu é novamente citado em 2 Tm. 2:17, 18, como alguém que tem "desviaram da verdade". Não está claro se o nome de "Alexander" aqui e em Atos 19:33, 34 e 2 Timóteo. 4:14, 15 se referem à mesma pessoa.
    eu entreguei a Satanás. Esta é provavelmente uma referência para colocar esses dois indivíduos fora da comunhão da igreja e, portanto, de volta ao mundo, o domínio de Satanás (João 12:31, 14:30, 16:11, 2 Coríntios. 4:4, Ef. 2:2). Paulo usa uma expressão semelhante em 1 Coríntios. 5:5 (cf. Mt. 18:17).
    pode aprender a não blasfemar. O objetivo desta excomunhão é disciplinares que os dois se reconhecem seus erros e se arrepender (2 Tm. 2:25, 26 ; Tito 3:10).
    20. Quem - Embora ausente. Eu entreguei a Satanás, para que eles aprendam a não blasfemar - Isso por que elas sofrem podem ser, em certa medida contida, se eles não vão se arrepender. http://www.ccel.org/ccel/wesley otes.i.xvi.ii.html




Untitled Document

Velho Testamento


Gênesis I Samuel Ester Lamentações Miquéias
Êxodo II Samuel Ezequiel Naum
Levítico I Reis Salmos Daniel Habacuque
Números II Reis Provérbios Oséias Sofonias
Deuteronômio I Crônicas Eclesiastes Joel Ageu
Josué II Crônicas Cânticos Amós Zacarias
Juízes Esdras Isaías Obadias Malaquias
Rute Neemias Jeremias Jonas


Novo Testamento


Mateus I Corintios I Tessalonicenses Filemom I João
Marcos II Corintios II Tessalonicenses Hebreus II João
Lucas Gálatas I Timóteo Tiago III João
João Efésios II Timóteo I Pedro Judas
Atos Filipenses Tito II Pedro Apocalipse
Romanos Colossenses