BÍBLIA COMENTADA NO WHATSAPP!



Se você quer receber versículos no seu WhatsApp,
basta enviar uma mensagem pelo Whats para:



+55 11 97554 4484


É simples, prático e muito fácil estar
em contato com a Palavra de Deus!



Um Serviço adWhats



 I Corintios - Cap.: 1

12345678910
111213141516
1 - PAULO (chamado apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus), e o irmão Sóstenes,
    1. Paulo, chamado para ser apóstolo - Há grande propriedade em cada cláusula da saudação, em particular neste, pois havia alguns na igreja de Corinto, que chamou a autoridade de sua missão em causa. Através da vontade de Deus - Chamado de o mandamento de Deus", 1 Tm. i, 1 Isto foi para as igrejas no chão de sua autoridade, para o próprio Paulo, de um espírito humilde e pronto. Ao falar de Deus, a autoridade do homem é excluído, Gal. i, 1; pela menção da vontade de Deus, o mérito de Paulo, cap. xv, 8, & c. E Sóstenes - A Corinthian, St. Pauls companheiro de viagem. Foi humildade e prudência no apóstolo, assim, juntar seu nome com a sua própria, em uma carta em que ele foi para reprovar tantas irregularidades. Sóstenes, o irmão - Provavelmente esta palavra é enfático, como se ele tivesse dito, que, de um opositor judeu do Evangelho, tornou-se um irmão fiel.
2 - À igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso SENHOR Jesus Cristo, Senhor deles e nosso:
    2. Para a igreja de Deus que está em Corinto - St. Paul, escrevendo de uma forma familiar para o Corinthians, como também aos Tessalonicenses e aos Gálatas, usa essa denominação comum. Para as outras igrejas que ele utilize um endereço mais solene. Santificados em Cristo Jesus - E então, sem dúvida, eram, em geral, apesar de algumas exceções. Chamado - de Jesus Cristo, Rom. i, 6 e - como o fruto do que o chamado santificado. Com tudo isso em todo lugar - Nada poderia servir melhor que o amor católico que São Paulo se esforça para promover nesta epístola, que tal declaração de sua boa vontade para todo cristão verdadeiro sobre a Terra. Invocar o nome de nosso Senhor Jesus Cristo - Isto implica claramente que todos os cristãos rezam a Cristo, assim como o Pai por meio dele.
3 - Graça e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.
4 - Sempre dou graças ao meu Deus por vós pela graça de Deus que vos foi dada em Jesus Cristo.
    4. Always - Sempre que eu falar-vos a Deus em oração.
5 - Porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda a palavra e em todo o conhecimento
    1:5 enriquecido em tudo. O Corinthians estava tentado a tornar-se ensoberbece por seus dons de "conhecimento" e de falar "em línguas" (8: 1; 14:23). Paul precisa repreendê-los por sua fraqueza moral e abuso desses dons, mas ele não é negar ou minimizar as bênçãos que têm recebido (v. 7).
    5. Em toda a palavra e conhecimento - das coisas divinas. Esses dons do Corinthians particularmente admirado. Portanto parabéns isso naturalmente tende a suavizar os seus espíritos, e abrir caminho para as reprovações que se seguem.
6 - (Como o testemunho de Cristo foi mesmo confirmado entre vós).
    6. O testemunho de Cristo - o evangelho. Foi confirmado entre vós - Por esses dons irão lo. Eles sabiam que tinham recebido estes pela mão de Paul, e este aspecto foi muito bom, para reavivar em si o seu antigo reverência e afeição por seu pai espiritual.
7 - De maneira que nenhum dom vos falta, esperando a manifestação de nosso Senhor Jesus Cristo,
    7. Waiting - Com o desejo sincero. Para a revelação da glória do nosso Senhor Jesus Cristo - uma certa marca de um cristão verdadeiro ou falso, a tempo para, ou temor, essa revelação.
8 - O qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo.
    1:8 vai ... confirmar. Paulo encoraja os seus leitores, assegurando-lhes que Deus, que deu início a uma obra da graça em si mesmas, podem ser confiáveis para completá-lo. Na verdade, eles serão apresentados "inocente" no momento da volta de Cristo. Observe as semelhanças entre os vv. 8, 9 e Phil. 1:6, 10 (cf. Ef. 5:26, 27; 1 Tessalonicenses. 5:23, 24).
    8. Quem também - se você aplicar fielmente a ele. Confirmá-lo até o fim. No dia de Cristo - Agora é o nosso dia, onde estamos a trabalhar a nossa salvação, então ele vai ser eminentemente o dia de Cristo e da sua glória nos santos.
9 - Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados para a comunhão de seu Filho Jesus Cristo nosso Senhor.
    9. Deus é fiel - Para todas as suas promessas, e, portanto, para aquele que deve ser dado." Por quem sois chamados - A promessa de sua vontade de poupar até o extremo.
10 - Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.
    1:10 Rogo-lhe. Esta exortação começa o corpo da carta e anuncia a principal preocupação de Paulo. Ele ouviu (vv. 11, 12) que a unidade da igreja de Corinto foi quebrada. Muitos dos problemas abordados na presente carta refletem o espírito de dissensão que estava na comunidade.
    10. Rogo-vos - tiverdes fé e esperança, o amor seguro também. Pelo nome carinhoso de nosso Senhor Jesus Cristo - lnfinitely preferível a todos os nomes em que a glória humana vós. Que digais todos a mesma coisa - Eles já falaram coisas diferentes, ver. 12 E para que não haja divisões entre vós - No alienação de afeto do outro. É esta a palavra que nunca, em qualquer outro sentido nas Escrituras? Mas que sejais unidos em um mesmo pensamento - afetos, desejos. E julgamento - Tocando em todas as grandes verdades do evangelho.
11 - Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.
    doméstico 1:11 Chloe. Chloe deve ter sido um cristão influente, talvez um membro da igreja de Corinto, embora ela não é mencionado em outros lugares.
    11. Ele tem sido declarados por eles me da família de Chloe - que alguns supõem ter sido a esposa de Estéfanas, e mãe de Fortunato e Acaico. Por estes três o Corinthians tinha enviado sua carta de São Paulo, cap. xvi, 17. Que há contendas - A palavra equivalente, com divisões no verso anterior.
12 - Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo.
    1:12 Apolo. Um pregador eficaz de Alexandria, que havia ministrado em Éfeso e Corinto (Atos 18:24-19:1).
    Cefas. nome de Simão Pedro aramaico. Ele estava obviamente popular entre alguns grupos de Corinto (talvez os cristãos judeus), mas não está claro se ele havia realmente visitado a igreja.
    12. Quero dizer com isto - isto é, o que quero dizer é o seguinte: existem vários partidos entre vós, que estabeleceram para si próprios, um contra o outro, em nome dos vários professores que eles admiram. E eu de Cristo - Eles falaram bem, se não tivessem desprezado nesta simulação de seus professores, cap. iv, 8 Talvez se valorizado por ter ouvido pregar Cristo em sua própria pessoa.
13 - Está Cristo dividido? foi Paulo crucificado por vós? ou fostes vós batizados em nome de Paulo?
    1:13 Está Cristo dividido. Com esta pergunta Paulo antecipa um de seus ensinamentos fundamentais sobre a igreja. Assim como um corpo físico, embora composto de muitos membros, é um, assim também a igreja, que é o corpo de Cristo, não pode ser dividido (10:16, 17; 11:29; 12:12 nota).
    13. Está Cristo dividido - não são todos os membros ainda sob uma cabeça? Não foi só ele crucificado por vós todos, e não fostes batizados em seu nome? A glória de Cristo, então não é para ser dividido entre ele e os seus servos, nem é a unidade do corpo para ser quebrado, vendo Cristo é um imóvel.
14 - Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão a Crispo e a Gaio,
    1:14 Crispo. O chefe da sinagoga, cuja conversão é registrado em Atos 18:8.
    Gaius. um nome comum. Talvez este seja o Caio descrito em Atos 19:29.
    14. Agradeço a Deus - (A frase piedosa para o comum , alegro-me,") que, no decurso da sua providência, batizei nenhum de vocês, mas Crispus, uma vez que o chefe da sinagoga, e Caius.
15 - Para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome.
    15. Para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome próprio - a fim de anexá-los para mim.
16 - E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro.
    1:16 a família de Estéfanas. primeiros convertidos de Paulo em Corinto, respeitado por sua dedicação. Estéfanas próprio foi um dos representantes que trouxe uma comunicação de Paulo aos Coríntios (16:15-17). Ver "Batismo Infantil" em Gen. 17:12. Lactente Batismo Batizando os filhos de crentes infantis (às vezes chamado de "paedobaptism"), na crença de que isto está de acordo com a vontade revelada de Deus, tem sido a prática histórica da maioria das igrejas. No entanto, a comunidade batista no mundo inteiro, que inclui distinguidos pensadores reformados, contesta esta prática.
    16. Eu não sei - Ou seja, não ocorrem neste momento à minha memória, que eu batizei algum outro.
17 - Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã.
    1:17 sabedoria de palavras. A igreja de Corinto tinha uma relação insalubre para exibir retórica. Paulo vai focar a atenção sobre o que é a verdadeira sabedoria (1:18-2:16; 3:18-23). Neste versículo, ele lembra o Corinthians que o poder da sua própria pregação não dependem de tais habilidades (2:1-5).
    < b cruz> de Cristo. Na opinião dos que são sábios de acordo com este mundo, anunciando o Senhor crucificado é loucura. Paulo, portanto, trata de "sabedoria" e "cruz" como opostos (v. nota 23).
    17. Porque Deus não me enviou para batizar - Isso não foi o meu recado principal: os de grau inferior e habilidades poderia fazê-lo: apesar de todos os apóstolos foram enviados a batizar também, Matt. xxviii, 19 mas para pregar o evangelho - Então, o apóstolo slides em sua proposta geral, mas não com a sabedoria do discurso - com os ornamentos do discurso artificial, inventado pela sabedoria humana. Para que a cruz de Cristo deve ser feita de nenhum efeito - o efeito conjunto de St. Pauls pregação foi devido ao poder de Deus que acompanha a declaração simples do que a grande verdade: Cristo levou os nossos pecados na cruz." Mas este efeito pode ter sido imputada a outra causa, que viera com a sabedoria do discurso que admiravam.
18 - Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
    1:18 perecendo ... sendo salvos. Segundo a Bíblia, haverá dois tipos de resposta ao evangelho decorrentes propósito eletivo de Deus (Isaías 6:9, 10, Lucas 2:34; Rom. 9:10-12; 2 Coríntios . 2:15, 16). Esta verdade não faz Deus responsáveis pelo perecimento dos incrédulos; perecem por causa de seu próprio pecado e impenitência obstinada. Aqueles que acreditam e são salvos, por outro lado, são "aqueles que são chamados" (v. 24; Rom. 9:16).
    18. Para os que perecem - Por obstinadamente rejeitar o único nome pelo qual eles podem ser salvos. Mas, para nós, que somos salvos - Agora salvos de nossos pecados, e no caminho para a salvação eterna, é o grande instrumento do poder de Deus.
19 - Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
    19. Pois está escrito - e as palavras são muito aplicáveis a este grande evento. Isaías xxix, 14
20 - Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
    1:20 sábio ... escriba ... inquiridor. não é claro se Paul pretende uma nítida distinção entre estas três categorias. Possivelmente, o primeiro é de carácter geral, enquanto os escribas os outros dois são especificamente judaica e professores grego.
    esta idade ... neste mundo. Grande parte da teologia de Paulo é construído sobre a oposição básica entre o "presente século mau" (Gálatas 1:4), ou do mundo, que se caracteriza pela "carne", e chegando a idade, o que já amanheceu para aqueles que receberam o Espírito (10:11; Gal. 5:16, 17; Ef. 1:13, 14; 2:6; Phil. 3:20).
    20. Onde está o sábio? & C. - A libertação da Judéia de Senaqueribe é que Isaías se refere com estas palavras, em uma alusão arrojado e bonito que o apóstolo na cláusula que se segue triunfa sobre toda a oposição da sabedoria humana ao evangelho de Cristo vitorioso. O que poderia sábios dos gentios fazer contra isso? ou os escribas judeus? ou disputers deste mundo? - Aqueles entre ambos, que, orgulhosos de sua agudeza, gostavam de controvérsia, e pensaram que poderiam refutar todos os adversários. Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo - ou seja, mostra que é muito loucura. Isaías xxxiii, 18
21 - Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
    1:21 loucura da mensagem pregada. Esta passagem está cheia de ironia intensa. Aqueles que são sábios segundo os padrões do mundo que o evangelho é tolice. Mas mesmo o mais "tolo" coisa de Deus é mais sábia que a sabedoria humana (vv. 25, 27). Deus pode usar a simplicidade do Evangelho, para demonstrar que a loucura real pertence àqueles que se opõem a ele (v. 27). A arrogância de persianas incrédulos sabedoria humana à verdade. Jesus agradeceu ao Pai por sua boa vontade em esconder estas coisas aos sábios e entendidos, mas revelando aos pequeninos (Mateus 11:25, 26).
    21. Visto que, na sabedoria de Deus - De acordo com a sua alienação sábio, deixando-os fazer o julgamento. O mundo - seja judeu ou gentio, por sua sabedoria não conheceu a Deus vangloriado - Apesar de toda a criação declarou o seu Criador, e que ele declarou-se por todos os profetas, aprouve a Deus, por um caminho que aqueles que perecem loucura mera contagem, para salvar os que crêem.
22 - Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria;
    22. Para os judeus, enquanto a procura dos apóstolos, como fizeram do seu Senhor, ainda mais sinais, depois de tudo o que já vimos, e os gregos, ou gentios, buscar sabedoria - A profundidade da filosofia, e os encantos da eloqüência.
23 - Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
    1:23 pregamos Cristo crucificado. Paulo identifica com precisão o que o mundo considera ofensiva sobre o Evangelho (cf. v. 17; 2:2). Possivelmente essas palavras reflectem também a razão para a oposição de Paulo para o evangelho antes de sua conversão. O pensamento de que o Messias (o ungido de Deus) havia sido enforcado em uma árvore e ficou sob a maldição divina (Gl 3:13; Deut. 21:23) era intolerável para muitos judeus.
    23. Continuamos a pregar, em uma planície e histórica, e não retórico ou filosófico, forma, Cristo crucificado, para os judeus é escândalo - em frente à sinais" que eles exigem. E loucura para os gregos - Um conto idiota, em frente à sabedoria que buscamos.
24 - Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.
    1:24 Cristo, o poder de Deus e sabedoria de Deus. Forças não a sabedoria eo poder de Deus é abstrato, mas as qualidades pessoais que se manifestam plenamente na vida , ensinamentos, morte e ressurreição de Jesus Cristo (v. 30; Rom. 1:4, 16; Cl 2:3).
    24. Mas para os que são chamados - e obedecer ao chamado celestial. Cristo - Com a sua, a sua morte cruz, sua vida, o seu reino. E a experiência, em primeiro lugar, que é o poder, então, que ele é a sabedoria de Deus.
25 - Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
    25. Porque a loucura de Deus - O regime do evangelho, que o juiz mundo a ser mera loucura, é mais sábia que a sabedoria dos homens, e, fraco como eles conta-lo, mais forte do que toda a força dos homens.
26 - Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.
    1:26 você vê a sua chamada. Salvação, pela sua própria natureza, não depende de valores humanos. Mesmo aqueles que na igreja de Corinto, que pode ter sido justamente admirada não poderia ter alegado que eles foram escolhidos por causa de suas boas qualidades. Pelo contrário, Deus tenha piedade de todos os que reconhecem seus pecados (Marcos 2:17, João 9:39-41). Consulte "Effectual Calling e conversão" de 2 Tessalonicenses. 2:14.
    26. Eis a sua vocação - Que tipo de homens que estão a quem Deus chama. Que não são muitos os sábios segundo a carne - Na balança do mundo. Homens nem muitos os poderosos - de poder e autoridade.
27 - Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
28 - E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;
    28. Coisas que não são - Os judeus freqüentemente chamados os gentios, Aqueles que não são", vi dois Esdras. 56, 57. Em desprezo tão supremo que eles possuem. As coisas que são - em grande estima.
29 - Para que nenhuma carne se glorie perante ele.
    1:29 carne não se glorie em Sua presença. Este princípio, que ressalta Paulo no v. 31, citando Jer. 9:24, fornece a base para a doutrina bíblica da salvação: é um dom gratuito de Deus que exclui a vanglória humana (Ef. 2:8, 9).
    29. Que nenhuma carne - A denominação adequada. A carne é justo, mas murchando como a relva. glória de maio, diante de Deus - Em Deus nós devemos a glória.
30 - Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
    1:30, que se tornou para nós sabedoria. Veja a nota sobre v. 24. Costuma-se dizer que o batismo infantil leva a uma presunção falsa de que o rito por si só, garante a salvação da criança. Na ausência de instrução bíblica sobre o seu significado, este equívoco lamentável é possível. Mas deve ser lembrado que tal um mal-entendido é igualmente possível no caso de adultos, o batismo do crente. Veja a advertência no "batismo" em Rom. 6:3.
    30. Dele - Fora de sua livre graça e misericórdia. Sois vós enxertada em Cristo Jesus, que é feita para nós que acreditam que a sabedoria, que foram antes de totalmente louco e ignorante. Justiça - O único fundamento da nossa justificação, que estavam antes sob a ira e maldição de Deus. Santificação - A princípio universal da santidade, ao passo que antes eram totalmente morto em pecado. E redenção - Ou seja, a libertação completa de todos os males, e bem-aventurança eterna tanto da alma e do corpo.
31 - Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.
    31. Deixá-lo na glória do Senhor - não em si mesmo, e não na carne, não no mundo. Jer. ix, 23, 24 otes.i.viii.ii.html http://www.ccel.org/ccel/wesley




Untitled Document

Velho Testamento


Gênesis I Samuel Ester Lamentações Miquéias
Êxodo II Samuel Ezequiel Naum
Levítico I Reis Salmos Daniel Habacuque
Números II Reis Provérbios Oséias Sofonias
Deuteronômio I Crônicas Eclesiastes Joel Ageu
Josué II Crônicas Cânticos Amós Zacarias
Juízes Esdras Isaías Obadias Malaquias
Rute Neemias Jeremias Jonas


Novo Testamento


Mateus I Corintios I Tessalonicenses Filemom I João
Marcos II Corintios II Tessalonicenses Hebreus II João
Lucas Gálatas I Timóteo Tiago III João
João Efésios II Timóteo I Pedro Judas
Atos Filipenses Tito II Pedro Apocalipse
Romanos Colossenses