FECHAR

Biblia Comentada por Versículo - RSS

Projeto Histórias Bíblicas para as Crianças!

Item 1 Title thumbnail of Item 1 Title

Um ato simples para você, e muito importante para nós, compartilhe, divulgue a Palavra de Deus!

Item 2 Title thumbnail of Item 2 Title

Cadastre Artigos aqui no Bíblia Comentada!

Item 3 Title thumbnail of Item 3 Title

Acesse agora nosso Circulo de Oração!

Item 1 Title thumbnail of Item 1 Title
 I Corintios - Cap.: 14

12345678910
111213141516
1 - SEGUI o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar.
    14:1 especial que você pode profetizar. Após definir o debate no âmbito do quadro adequado de amor, agora Paulo incentiva os coríntios a reconhecer o valor do espiritual presentes. Porque o Corinthians ter exagerado a importância do dom de línguas, no entanto, a ênfase do cap. 14 é sobre os dons compreensível (v. 19)-principalmente a profecia, mas também a interpretação de línguas (vv. 27, 28).
    1. línguas destes que ascende a" profecia "(1 Coríntios 13:2), então, a" fé ", então a benevolente e abnegada atos: um clímax. Ele não é excepção, mesmo se, e assim passa de enfrentá-las ( "vós", 1 Coríntios 12:31) para colocar o caso em sua própria pessoa: "Embora eu", & c.
    fale as línguas , com a eloquência que foi tão admirado em Corinto (por exemplo, Apolo, Ac 18:24; compare 1Co 1:12, 3:21, 22), e com o comando de várias línguas, que em alguns Corinto abusada para efeitos de mera ostentação (1 Coríntios 14:02, etc).
    dos anjos maior do que os homens e, portanto, é de se supor, falando uma linguagem mais exaltada.
    caridade princípio dos dons ordinários e mais importante do Espírito, em contraste com os dons extraordinários (1Co 12:1-31).
    soando tilintar | som sem alma ou sentimento: assim são as" línguas "sem caridade.
    cymbal Dois tipos são notados (Sl 150:5), o alto ou clara, e um som de alta: címbalos de mão e címbalos de dedo, ou castanholas. O som é agudo e penetrante.
    1. Segui o amor - com zelo, vigor, coragem paciência, senão você não pode nem atingir nem mantê-lo. E - No seu lugar, como subserviente a este. dons espirituais, mas principalmente o de profetizar - A palavra aqui não significa predizer coisas futuras, mas sim a abertura e aplicação das Escrituras.
2 - Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.
    14:2 não fala aos homens mas a Deus ... fala mistérios. Este versículo (cf. v. 14) descreve o dom de línguas de uma maneira que parece incoerente com o dom de falar em línguas estrangeiras mencionado em Atos 2:4-11 (embora alguns acreditam que o milagre no dia de Pentecostes foi um milagre de audição). Assim, muitos argumentam que Paulo está lidando com algo diferente, uma espécie de discurso extático utilizados para oração íntima (Rm 8:26). No entanto, a palavra traduzida como "língua" é o termo grego normal para "linguagem". Em segundo lugar, o uso que Paulo faz do termo "mistério" é indicar uma verdade divina ainda não divulgado, ele não tem o significado da palavra Inglês "misteriosa" (nota 2:7). Em terceiro lugar, vv. 10, 11, bem como v. 21, apoiar a ideia de que até aqui Paulo está falando das línguas humanas (nota 12:8-10).
    no espírito. Isto é, ao contrário de falar com a sua mente (vv. 13-15), mesmo o falante não entende o que ele está dizendo . Mas essa frase provavelmente deve ser traduzida "em espírito", para sublinhar a inspiração divina envolvidos na proferindo um mistério. A More Excellent Way (13:1 - 13)
    O amor é ...
    Without Love ...
    amor é maior que ... paciente, gentil, altruísta, verdadeira, esperançoso, resistindo (vv. 4-7) Não é invejoso, orgulhoso, egoísta, rude, e provocou a ira (vv. 4, 5) As línguas são mero ruído (v. 1) Profecia, mistérios, o conhecimento ea quantidade fé para nada (v. 2) boas ações são inútil (v. 3) profecias, que irá falhar (v. 8) línguas, que irá cessar (v. 8) Conhecimento, que irá desaparecer (v. 8) O amor é um dos termos dinâmicos Paulo usa para falar do santo vida habilitado pela plenitude do Espírito Santo. Engloba motivo e ação. O amor é característica do crente maduro. O amor cristão é descrito em 1 Coríntios 13. Sua total falta de auto?] Preocupação é tirar o fôlego. Destina-se o vizinho é bom, e sua verdadeira medida é o quanto ela dá para esse fim. O amor é um princípio de ação e não de emoção. É uma questão de fazer as coisas para as pessoas fora de compaixão por eles, ou não nos sentimos afeição pessoal para eles. É por seu amor ativo para um outro que os discípulos de Jesus pode ser reconhecido (João 13:34, 35).
    2. mistérios (Romanos 11:25 e 16:25). mistérios referem-se à profunda conselhos de Deus segredo até agora, mas agora revelado aos seus santos. Conhecimento, a verdade há muito conhecida.
    | Fé remove montanhas (Mt 17:20, 21:21). O poder prático da vontade elevado pela fé [Neander] confiança, em Deus que o resultado milagroso seguirá certamente o exercício da vontade no impulso secreto de Sua Espírito. Sem amor "profecia", conhecimento e fé, não são o que parecem (compare 1 Coríntios 8:1, 2; Mt 07:22; 02:14 Jas, compare 1Co 13:08), e assim não da celeste recompensa (Mt 6:2). Assim, Paulo, que ensina a justificação somente pela fé (Romanos 3:4, 5; Gálatas 2:16; 3:7-14), é mostrado de acordo com James, que ensina (Tg 2: 24) "por obras" (isto é, pelo amor, que é o "espírito" da fé, Tg 2:26) o homem é justificado ", e não somente pela fé."
    2. Aquele que fala em língua desconhecida fala, na verdade, não aos homens, mas para Deus - Quem só compreende-lo.
3 - Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação.
    3. outorgar | Mercadorias | pobres , literalmente," distribuir aos alimentos ", todos os meus bens, uma das mais altas funções da" ajuda "(1 Coríntios 12:28).
    dar | corpo para ser queimado literalmente", a tal ponto que que eu deveria ser queimado. "Enquanto os três jovens fizeram (Da 3:28)," entregar os seus corpos "(compare 2Co 0:15). Estes são os mais exemplificações nobre de amor para dar e no sofrimento. No entanto, eles podem ser sem amor, caso em que os bens "e" corpo "são dadas, mas não a alma, que é a esfera do amor. Sem a alma de Deus rejeita tudo , e assim rejeita o homem, que é, portanto, "lucrou nada" (Mt 16:26; Lu 9:23-25). Men vai lutar para o cristianismo, e morrer para o cristianismo, mas não vive em seu espírito, que é o amor.
4 - O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja.
    14:4 edifica a si mesmo. Os falar em uma língua uninterpreted foram encorajados e confortados, apesar da sua não compreensão da mensagem.
    4. sofredor em provocação do mal dos outros. O lado negativo do amor.
    é tipo o lado positivo. Estendendo o bem aos outros. Compare com características aqui ama a sabedoria dos" de cima "(Tg 3:17).
    invejosa The Greek inclui também o ciúme.
    vangloria não em palavras, mesmo dos dons que ele realmente possui, uma repreensão indireta de pessoas em Corinto que usou o dom de línguas para mera exibição.
    não se ensoberbece com zelo partido, como alguns em Corinto eram (1Co 4:6).
    4. Edifica a si mesmo - somente, na hipótese mais favorável. A igreja - toda a congregação.
5 - E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também interprete para que a igreja receba edificação.
    5. | Não é feio não é descortês, ou desatento à civilidade e decoro.
    não suspeita mal não imputa maldade [Alford], literalmente," o mal ", que realmente existe (Pr 10:12; 1Pe 4:8). O amor faz subsídios para as quedas dos outros, e está pronto para colocar sobre eles um construção de caridade. Amor, tão longe de conceber o mal contra o outro, desculpas "do mal" que inflige um outro em seu [Estius]; Acaso não meditar sobre o mal causado por outro Bengel [] e, em caso de dúvida, considera mais de caridade [ Grotius].
    5. Grande - Ou seja, mais útil. Por isso só devemos estimar todos os nossos dons e talentos.
6 - E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina?
    14:6 que vos aproveitaria. Este princípio de beneficiar os outros por edificante los torna-se o ponto-chave da passagem. Paul está aplicando o ensinamento de 12:7 que Deus concedeu a uma variedade de presentes "para o PR Ofir de todos ".
    6. folga com a verdade ao contrário, se alegra" com a verdade. "não Exultante com a prática da iniquidade (injustiça) por outros (compare Gênesis 9:22, 23), mas se alegra quando a verdade se alegra, simpatiza com ele em seus triunfos ( 2JO 4). Ver o oposto (2 Timóteo 3:08), "Resistir a verdade." Então, "a verdade" e injustiça "são contrastadas (Romanos 2:8)." A verdade "é a verdade do Evangelho, o aliado inseparável de amor (Ef 4:15; 2JO 12). A falsa caridade que compromete a "verdade" por encobrir "iniqüidade", ou injustiça, portanto, tacitamente condenado (Pr 17:15).
    6. Revelação - de algum mistério do evangelho. Conhecimento - Explicando os tipos antigos e profecias. Profecia - Predizer algum acontecimento futuro. Doutrina - Para regular o seu temperamento e suas vidas. Talvez isso possa ser o sentido dessas palavras obscuras.
7 - Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara?
    14:7, 8 Estes versos ilustram o princípio mencionado no v. 6. instrumentos musicais transmitir nada para aqueles que ouvem a menos que sejam jogado com propósito inteligente.
    7. Dá testemunho de todas as coisas , sem falar do que tem de suportar. O mesmo verbo grego como em 1Co 09:12. Sofre sem divulgar ao mundo a aflição pessoal. Literalmente disse de exploração rápida como um navio à prova dágua, de modo que o homem caridoso se contém em silêncio, de dar vazão ao que o egoísmo levaria em dificuldades pessoais.
    crê todas as coisas unsuspiciously acredita que tudo o que não é palpável falso, tudo o que pode fazer com uma boa consciência, acreditar que o crédito de outra pessoa. Compare Tg 3:17," fácil de ser implorado "; grego," facilmente persuadidos.
    tem esperança o que é bom do outro, mesmo quando os outros têm deixado de esperança.
    dura perseguições em um paciente e amoroso espírito.
    7. Como se conhecerá o que é flauta ou na cítara - Que tipo de música pode ser feita, ou o fim respondidas?
8 - Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha?
    8. nunca falha é nunca estar fora de uso, mas sempre tem seu lugar.
    deve falhar | desaparecerão O mesmo verbo grego é usado para ambos, e que diferente do verbo grego para" falha ". Translate," será feito com a distância ", isto é, devem ser dispensados no próximo Lords, sendo substituída por sua mais perfeita análogos celeste, por exemplo, o conhecimento, pela intuição. de "línguas", que são ainda mais temporária, o verbo é "cessarão." A realização da instrução primária Pauls ocorreu quando a Igreja atingir a sua maturidade e, depois, "línguas" inteiramente "deixou" e "profecias" e "conhecimento", na medida em que eram dons sobrenaturais do Espírito Santo, foram substituídas, deixaram de ser necessária quando a pregação comum da palavra, e as Escrituras do Novo Testamento recolhidos instituições em conjunto, tinham se estabelecido.
    9, 10. em parte parcial e imperfeita. Compare um contraste semelhante ao" homem perfeito "," a medida da estatura da plenitude de Cristo "(Ef 4:11-13).
    8. Quem se preparará para a batalha - a menos que ele compreenda que a trombeta soa? Suponha que um recuo ou uma marcha.
9 - Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar.
    9. A menos que vos dizer pela língua - Qual é o milagre dado. Palavras fácil de ser compreendido - pelos seus ouvintes. Haveis de falar para o ar - A expressão proverbial. Vai perder completamente o seu trabalho.
10 - Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação.
    10. o que é, em parte, fragmentada e isolada.
11 - Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim.
    11. Quando | a criança (1 Coríntios 3:1; 14:20).
    Eu falei , aludindo a" línguas ".
    entendido ou" tinha o sentimento de ". Aludindo a" profecia ".
    Eu pensei grego" racional "ou" julgados ", aludindo ao" conhecimento ".
    quando eu me tornei | I repudiar e," agora que eu me tornei um homem, eu tenho feito com as coisas da criança. "
    11. Eu serei um bárbaro para ele - Shall parecem falar algaravia ininteligível.
12 - Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja.
    12. agora em nosso estado presente.
    ver uma expressão apropriada, em conexão com os" profetas "de videntes (1 Samuel 09:09).
    através de um vidro , isto é, em um espelho, o reflexo parecendo aos olhos de estar por trás do espelho, para que possamos vê-la através do espelho. espelhos antigos eram feitos de metal polido ou de outros metais. O contraste é entre o conhecimento insuficiente de um objeto obtida por vê-lo refletido em um espelho dim (tais como espelhos antigos eram), em comparação com a perfeita noção que temos dele, vendo-se diretamente.
    darkly literalmente", em enigma. "Como um" espelho "transmite uma imagem para o olho, portanto, um enigma" para o ouvido. Mas nem o "olho eo ouvido" pode representar inteiramente (embora a alma crentes recebe uma pequena revelação agora de) "as coisas que Deus preparou para aqueles que o amam" (1Co 2:9). Paulo alude 00:08 Nu ", e não em discursos das trevas", a Septuaginta, "não em enigmas." Comparado com as visões e sonhos vouchsafed a outros profetas, Deus com Moisés comunicações não eram "em enigmas." Mas, comparado com a visão intuitiva e direta de Deus a seguir, mesmo a palavra revelada agora é "um discurso escuro", ou uma sombra por diante enigma dos Deuses imagem refletida. Compare 2Pe 1:19, onde a luz "ou a vela num lugar escuro contrasta com o" dia "amanhecendo. palavra de Deus é chamado de um vidro ou espelho também em 2Co 3:18.
    em seguida, quando vier o que é perfeito" (1Co 13:10).
    face a face não só" boca a boca "(Nu 12:8). Ge 32:30 era um tipo (João 1:50, 51).
    sabe | conhecidas e como o grego," conhecer plenamente | plenamente conhecido. "Agora, somos conhecidos por, ao invés de saber, Deus (1Co 8:3; Gálatas 4:9).
13 - Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar.
    14:13 rezar para que ele possa interpretar. Sem minimizar a importância do dom de línguas, Paulo incentiva os coríntios a usá-lo em uma maneira que faz com que seja importante para a congregação.
    13. E agora Traduzir" Mas, agora. "" Neste estado atual "[Henderson]. Ou," agora "não exprime tempo, mas a oposição, como em 1Co 5:11," no caso de ser tão "[Grotius]; que é o caso de que os três dons, a profecia "," línguas "e" conhecimento "(citados como exemplares de toda a classe dos presentes)" fail "(1 Coríntios 13:8), não respeitar permanentemente apenas estes três" fé, esperança, caridade. Em certo sentido, a fé ea esperança será aniquilado, a fé ser substituída pela visão, e esperamos por fruição real (Ro 8:24; 2Co 5:07), a caridade e, ou o amor, sozinho nunca falha (1Co 13:8). Mas em outro sentido, "fé e esperança", bem como "caridade" Permanecei, ou seja, após os dons extraordinários cessaram, pois os três são necessárias e suficientes para a salvação de todos os tempos, enquanto que os dons extraordinários não são de todo assim, comparar o uso de "respeitar", 1Co 03:14. A caridade, ou amor, é conectado especialmente com o Espírito Santo, que é o vínculo da união de amor entre os irmãos (Romanos 15:30; Col 1:8). A fé é para Deus. A esperança é a favor de nós mesmos. A caridade é o amor de Deus criando em nós o amor para com o próximo. Em um descrente há mais ou menos de três opostos "descrença, desespero, ódio. Mesmo a seguir a fé no sentido de confiança em Deus" permanece ", também" esperança "em relação a novas alegrias sempre em perspectiva, e na antecipação da bem-aventurança sempre crescente, com certeza que nunca será decepcionado. Mas só o amor em todos os sentidos "permanece", é, portanto, "o maior" dos três, como também porque se pressupõe a "fé", que sem amor "e sua conseqüente "obras" é morto (Ga 5:6; Tg 2:17, 20).
    mas sim" e ", como não há oposição tão forte entre a caridade e as outras duas, a fé ea esperança, que como ele também" respeitar. "«  Prev Capítulo 13 Next  »? Impressão Esta versão do livro foi acessada mais de 1764575 vezes desde 1 de junho de 2005. Registre-se Login Anúncios Copyright | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie conosco | Programa de Assinatura Library. ControlBox (bottom: fundo; 0px: # 660000; cor: branco estofamento; : 4px 4px 4px 4px; border: 1px cinza sólido; visibility: hidden; font-size: 10pt;). cbutton (border: 1px solid # 330000; background: # CCCCCC; padding: 2px 2px 2px 2px;) | |
    13. Que ele pode ser capaz de interpretar - que foi um presente diferente.
14 - Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto.
    14:14 ora o meu espírito, mas o meu entendimento fica infrutífero. O que quer benefício espiritual que ele possa receber a partir da experiência , seu entendimento não seja construído. No próximo versículo, Paulo enfatiza que preferia ter os dois benefícios.
    14. Se eu orar em língua desconhecida - O apóstolo, como ele fez em ver. 6 º, transfere para si mesmo. Meu espírito está orando - Pelo poder do Espírito eu entendo as palavras a mim mesmo. Mas o meu entendimento fica sem fruto - O conhecimento que tenho não é benéfico para os outros.
15 - Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento.
    15. Orarei com o espírito, mas orarei também com o entendimento - Vou usar o meu próprio entendimento, bem como o poder do Espírito. Eu não vou agir de forma absurda, como a proferir em uma congregação que se pode edificar senão a mim mesmo.
16 - De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes?
    14:16 dizer "Amém" em sua ação de graças. Os membros da congregação, para que possam participar no culto público, deve ser capaz de concordar com a mensagem dos hinos sendo cantados e as orações que estão sendo oferecidos. O costume de expressar a sua aprovação com um sonoro "Amém" ( "Assim é!") não pode ser seguido se ninguém entende o que foi dito.
    16. Caso contrário, como dirá o que enche o lugar de uma pessoa singular - Ou seja, qualquer ouvinte privado. Say Amen - assentimento e confirmando as suas palavras, como era até então usual para toda a congregação para fazer.
17 - Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado.
18 - Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos.
    14:18, 19 Pode ser que alguns dos Corinthians justificaram a sua ênfase no dom de línguas, argumentando que o próprio Paulo exerceu esse dom. Sem negar o fato, o apóstolo coloca o presente numa perspectiva adequada, apontando o quanto mais valiosa é fazer algo que "pode ensinar aos outros."
19 - Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida.
    19. Com o meu entendimento - de uma maneira racional, de modo a não apenas entender a mim mesmo, mas para ser compreendida pelos outros.
20 - Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e adultos no entendimento.
    14:20-25 Até este ponto, Paul foi discutir o uso de línguas entre os crentes. Mas o que dizer incrédulos que ouvir as línguas? O Corinthians tem ignorado eles, e Paulo exorta a igreja para essa demonstração de imaturidade espiritual. Ele apela para "a lei", (Antigo Testamento) para mostrar que Deus usa discurso ininteligível como um sinal de julgamento. Is. 28:11 explica como Deus julgou o Israelitas através assírios falar uma língua estrangeira. Se não-cristãos vêm ao culto e ouvir uma língua ininteligível, eles vão ser repelidos (v. 23) e rejeitam o evangelho. Nesta situação uninterpreted línguas são um sinal do julgamento "para os incrédulos" (v. 22). Mas o Corinthians deve ter por objectivo levar os incrédulos ao arrependimento e ao reconhecimento de que Deus está presente (v. 25). Porque Deus usa as palavras da profecia compreensível para alcançar este objectivo, a profecia é um sinal "para aqueles que acreditam ", é prova da bondade de Deus para eles (v. 22).
    20. Não ser as crianças a compreender - Este é um traço admirável oratória é verdade! para reduzir a altura do seu espírito, representando aquilo em que mais se orgulhava, como mera loucura e infantilidade. Na maldade ser crianças vós - Já toda a inocência daquela época do concurso. Mas no entendimento sejais homens crescidos - Conhecendo a religião não foi projetado para destruir qualquer uma de nossas faculdades naturais, mas para exaltar e melhorá-las, a nossa razão em particular.
21 - Está escrito na lei: Por gente de outras línguas, e por outros lábios, falarei a este povo; e ainda assim me não ouvirão, diz o Senhor.
    21. Está escrito na lei - A palavra aqui, como freqüência, significa que o Antigo Testamento. Em línguas estrangeiras, falarei a este povo - E assim ele fez. Ele falou terrivelmente a eles pelos babilônios, quando tinha aviltado o que ele tinha dito pelos profetas, que usou sua própria língua. Estas palavras foram uma realização mais no dia de Pentecostes. Isaías XXVIII, 11.
22 - De sorte que as línguas são um sinal, não para os fiéis, mas para os infiéis; e a profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.
    22. As línguas são destinados a um sinal para os incrédulos - Para exercer a sua atenção, e convencê-los a mensagem é de Deus. Considerando que a profecia não é tanto para os incrédulos, como para a confirmação dos que já crêem.
23 - Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos?
    23. No entanto - Às vezes a profecia é mais útil, mesmo para os incrédulos, que falar em línguas. Por exemplo: Se toda a igreja se reuniram - Em algumas ocasiões extraordinárias. É provável, em uma cidade tão grande, que habitualmente se reuniram em diversos lugares. E lá vem de pessoas ignorantes - Homens de aprendizagem pode ter entendido a língua em que falou. É observável, São Paulo diz aqui, de pessoas ignorantes ou descrentes, mas no versículo seguinte, um descrente ou uma pessoa ignorante. Vários homens maus se reuniram prejudicar uns aos outros pelo discurso do mal. solteiros são mais facilmente adquirida.
24 - Mas, se todos profetizarem, e algum indouto ou infiel entrar, de todos é convencido, de todos é julgado.
    24. Ele é condenado por todos - que falam em suas voltas, e falar ao coração dos ouvintes. Ele é julgado por todos - Cada um diz algo a que a sua consciência testemunha.
25 - Portanto, os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós.
    25. Os segredos do seu coração se manifestam - Laid aberta, claramente descrita, de um modo que para ele é mais surpreendente e absolutamente inexplicável. Como muitos exemplos disso são vistos neste dia! Então, que Deus ainda apontar a sua palavra.
26 - Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.
    14:26 para a edificação. Veja a nota na v. 6;" Padrão de Deus para a adoração "no 1 Chr. 16:29 Pattern. de Deus para o padrão de Deus para o culto de adoração bíblica é a resposta das criaturas racionais, devido à auto?] revelação de seu Criador. É honra e glorifica a Deus com gratidão pela oferta de volta para lhe todos os bons presentes, e todo o conhecimento de Sua grandeza e graciosidade, que Ele nos deu. Seus servos louvá-Lo por aquilo que Ele é, agradecê-Lo por aquilo que Ele tem feito, desejo de aumentar a Ele na glória através da continuação dos actos de misericórdia, julgamento, e poder, e confiar nele com suas orações para os seus próprios e bem dos outros??] estar. Aprendendo com Deus é adoração também: a atenção para a sua palavra de honra instrução dEle, enquanto desatenção é uma ofensa. exige adoração aceitável "limpa" mãos e um coração puro "(Sl. 24:4), e uma vontade de expressar a devoção em obras de serviço, bem como palavras de adoração.
    26. Que coisa é isso, irmãos - Isso foi uma outra desordem entre eles. Cada um tem salmo - Ou seja, ao mesmo tempo a pessoa começa a cantar um salmo, outro para entregar uma doutrina, um outro para falar numa língua desconhecida, outro a declarar que foi revelado a ele, outro para interpretar o que o ex- está falando, cada um, provavelmente, reunindo um pouco de companhia sobre ele, como fizeram nas escolas dos filósofos. Vamos todos ser feito para edificação - assim como para os lucros que a ouvem.
27 - E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete.
    14:27 deixe uma interpretação. Esta preocupação com a compreensão informou toda a discussão (v. 1 nota). instruções de Paulo neste versículo eo seguinte demonstrar que aqueles que falaram em línguas controlada sua enunciação, embora possam não ter entendido.
    27. Por duas ou três no máximo - Que não superior a dois ou três falam em uma reunião. E que, por óbvio - isto é, um após o outro. E deixe um interpretar - Ou mesmo, ver. 13, ou, se ele não tem o dom, outros, em língua vulgar. Ao que parece, o dom de línguas era um conhecimento instantâneo de uma língua até então desconhecida, que aquele que recebeu, poderia falar mais tarde, quando ele pensava em forma, sem qualquer novo milagre.
28 - Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.
    28. Deixe-o falar - Que língua, se ele encontrá-la rentável para si mesmo em suas devoções particulares.
29 - E falem dois ou três profetas, e os outros julguem.
    14:29-33 Após ter dado instruções para o bom exercício do dom de línguas, Paul passa para outras directivas que também afectam a ordem pública adoração. Desde que ele havia enfatizado a importância da profecia, ele aponta que mesmo com esse dom deve ser exercido de forma ordenada, "Let dois ou três profetas falam" (durante o curso, ou talvez em vários pontos, o serviço) , enquanto "os outros" que têm o dom da profecia, deve avaliar a mensagem para verificar que não é falso. Aparentemente, os coríntios estavam falando em línguas e profetizando sem ter em conta para si ou para o conteúdo da mensagem (12:2, 3 nota). A desordem foi uma ameaça à unidade do corpo e era incompatível com o "Deus da paz" (v. 33).
    29. Deixe dois ou três dos profetas - Não mais, em uma reunião. Speak - Um após o outro, expondo as Escrituras.
30 - Mas, se a outro, que estiver assentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro.
31 - Porque todos podereis profetizar, uns depois dos outros; para que todos aprendam, e todos sejam consolados.
    31. Todos - Quem tem esse dom. Que todos possam aprender - Tanto pela fala e pela audição.
32 - E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas.
    32. Para os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas - Mas o entusiasta considera isso? Os impulsos do Espírito Santo, mesmo em homens muito inspirados, assim adequar-se às suas faculdades racionais, para não alienar os do governo de si mesmo, como os sacerdotes pagãos sob sua possessão diabólica. Espíritos malignos jogou seus profetas em tais êxtases ingovernável, como os forçou a falar e agir como loucos. Mas o Espírito de Deus deixou seus profetas a utilização clara de seu julgamento, quando e por quanto tempo, ele estava apto para eles falam, e nunca correu-los em qualquer impropriedades, quer quanto à matéria, forma, ou o tempo de sua fala.
33 - Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos.
34 - As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei.
    14:34, 35 debate Estes versos têm criado entre os cristãos, pelo menos em parte, porque não se sabe exatamente qual o problema Paul estava tentando corrigir. Tem ainda sido proposto que estes versos não eram parte da carta original de Paulo. Na opinião de 11 : 5 e outras passagens do Novo Testamento, é certo que Paulo não é absolutamente proibindo as mulheres a falar em cada situação da igreja. Paulo pode ter vindo a abordar um problema particular em Corinto, como as mulheres criando desordem durante o culto de adoração. Ele pode ter em mente uma função específica, como a avaliação da profecia (vv. 29, 32) , Em que as mulheres não devem participar. Tem sido sugerido que vv. 34, 35 é uma citação do Corinthians se que Paulo rejeita, v. 36.
    34. As vossas mulheres em silêncio nas igrejas - a menos que eles estão sob um impulso extraordinário do Espírito Santo. Pois, em outros casos, não lhes é permitido falar - através do ensino, em assembléias públicas. Mas para a submissão - Para o homem cujo gabinete é para dirigir e instruir a congregação. Gen. III, 16.
35 - E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja.
    35. E mesmo que o desejo de aprender qualquer coisa - ainda não estão a falar em público, mas para pedir seus próprios maridos em casa - Esse é o lugar e as pessoas a inquirir.
36 - Porventura saiu dentre vós a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós?
    14:36 Estas perguntas sarcásticas mostram que Paulo não está dando instruções gerais para a adoração. Ao contrário, ele está enfrentando sérios problemas decorrentes do Corinthians 'arrogância prepotente.
    36. Sois de Corinto, a primeira ou os únicos cristãos? Se não, conforme aqui o costume de todas as igrejas.
37 - Se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor.
    37. Ou espiritual - Dotado de qualquer dom extraordinário do Espírito Santo. Deixe-o - Prove-lo, reconhecendo que escrevo agora pelo Espírito.
38 - Mas, se alguém ignora isto, que ignore.
    14:38 é ignorante, ele é ignorado. 13:12 Ver nota para o contraste entre conhecer e ser conhecido. O versículo em apreço pode ser uma advertência de que aqueles que são teimosos será disciplinado por Paul ou pela igreja (2 Tessalonicenses. 3:14), mas a linguagem sugere que eles virão sob o juízo divino direto.
    38. Deixe ele ser ignorante - Seja a sua própria conta e risco.
39 - Portanto, irmãos, procurai, com zelo, profetizar, e não proibais falar línguas.
    14:39, 40 Estes versos são um resumo conciso do cap. 14.
    39. Portanto - Para resumir o todo.
40 - Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.
    40. Decentemente - Por cada indivíduo. Em ordem - por toda a Igreja. http://www.ccel.org/ccel/wesley otes.i.viii.xv.html




Untitled Document

Velho Testamento


Gênesis I Samuel Ester Lamentações Miquéias
Êxodo II Samuel Ezequiel Naum
Levítico I Reis Salmos Daniel Habacuque
Números II Reis Provérbios Oséias Sofonias
Deuteronômio I Crônicas Eclesiastes Joel Ageu
Josué II Crônicas Cânticos Amós Zacarias
Juízes Esdras Isaías Obadias Malaquias
Rute Neemias Jeremias Jonas


Novo Testamento


Mateus I Corintios I Tessalonicenses Filemom I João
Marcos II Corintios II Tessalonicenses Hebreus II João
Lucas Gálatas I Timóteo Tiago III João
João Efésios II Timóteo I Pedro Judas
Atos Filipenses Tito II Pedro Apocalipse
Romanos Colossenses